CASACOR SP 2017

6.8.2017

           Semana passada se falou um pouco sobre o que é a Casa Cor São Paulo e o quão importante a mostra é para aqueles que trabalham com Arquitetura, Design e Décor, tendo em vista que a exposição traz o que há de melhor no mercado em relação a revestimentos, design de móveis, objetos decorativos, novos fotógrafos e artistas plásticos. Além de ser uma lançadora de tendências, sofrendo muita influência do que rolou em abril na feira de Milão. Todavia, ao contrário do que a maior parte dos visitantes vêm imaginando, o Casa Cor traz uma proposta diferente dos passados anos. Em 2016 a mostra escolheu comemorar sua 30ª edição escolhendo como tema: “Um Tributo aos 30! ”, onde os ambientes sofreram influência de diversas maneiras, mostrando um pouco do que pôde ser visto nas edições anteriores da mostra.

          No ambiente de Patrícia Anastassiadis, encontramos um espaço híbrido entre uma biblioteca, um office e um living para receber amigos que foi nomeado como “Gabinete da Criação”. O mesmo mostrava influências do décor inglês do século XIX principalmente por meio de seu mobiliário, mas reforçava a ideia através de tecidos xadrez e os tons escuros, com pequenos toques de dourado. Contudo, já no espaço de Marina Linhares, era possível encontrar uma ambientação mais contemporânea, que consistia na união de várias referências minimalistas, como as linhas retas e os grandes vãos iluminados que faziam menção à escola Bauhaus e davam o contraste perfeito com os móveis e ambientação essencialmente brasileiros.

 

 Gabinete Criação da arquiteta Patrícia Anastassiadis, CasaCor São Paulo 2016.

 

 

 

 Espaço Deca 2016 por Marinha Linhares, CasaCor São Paulo 2016.

 

 

 

          Já este ano, a mostra escolheu como seu tema: “Foco no essencial”, que permite a arquitetos e designers participantes mostrarem o que lhes é essencial em um projeto. Este ano temos como os espaços de maior destaque: o Jardim Deca, assinado pelo premiado paisagista Alex Hanazaki, que consiste em um “labirinto sensorial” que procura estimular não só sentidos como a possibilidade de ver as peças Deca como verdadeiras obras de arte; A Casa Niwa, criada pelo escritório Yamagata Arquitetura, a qual é totalmente integrada com o Jardim Deca e traz uma arquitetura contemporânea, funcional e elegante. Cheia de referências minimalistas e toques do décor oriental; por último a Casa de Praia de Marina Linhares, que esbanja aconchego através de seus móveis absurdamente confortáveis e triângulo perfeito entre tons de azul, branco e o acabamento amadeirado.

       A mostra contempla 71 ambientes e muitas referências. Dia 09 de Junho estaremos na mostra conferindo ambiente por ambiente e traremos muitas novidades e dicas de como aplicá-las no dia-a-dia.

 

Jardim Deca pelo arquiteto Alex Hanazaki, CasaCor São Paulo 2017.

 

Living do espaço Casa Niwa, elaborado pela equipe Yamagata Arquitetura, CasaCor São Paulo 2017.

 

Casa de praia por Marinha Linhares, CasaCor São Paulo 2017.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags