A Sua própria Casa Cor

6.13.2017

     Nesta semana continuaremos falando da CasaCor São Paulo, mas agora vendo algumas maneiras de usar as criações expostas na mostra em nossa casa. Com um olhar atento podemos trazer várias ideias para nossa realidade e de fato usá-las para nos inspirar ou para nos ajudar a perceber itens que já temos e que são cheios valor.

      Nós reunimos exemplos fáceis de serem aplicados e que possuem algo em comum: o toque do “faça você mesmo”, que além de ser acessível é a praticamente a definição de exclusivo.

   O primeiro deles é a ressignificação de um objeto, afinal de contas a sustentabilidade já não é uma tendência, ela é uma realidade, e é impossível pensar hoje em uma arquitetura que não a inclua. E esse é um dos principais motivos que fez o jardim de Alex Hanazaki para Deca ser tão comentado.

  Espaço Deca por Alex Hanazaki, CasaCor 2017.

 

    Nele, além do sistema de reuso de água, iluminação em LED e uso de madeira de reflorestamento, temos um belo exemplo de como um objeto pode assumir valor diferente dependendo do uso que nós damos a ele. Se apropriando das loucas e metais Decas que seriam descartados Hanazaki os transformou e elementos esculturais, como chuveiros que se tornam cascatas.      Só de olhar o espaço ativamos a imaginação para procurar em casa objetos que podem ter um outro uso. As possibilidades são muitas - escadas podem virar estantes, pé de máquina de costura se transformam em bancada de lavabo... - é só liberar a criatividade.

    Outro destaque é o verde dentro de casa. Esse ano mais uma vez a mostra trouxe inspirações de maneiras de usar esse recurso. Rulian Nociti elaborou um jardim vertical, que é hidropônico com irrigação programada, e que traz para o interior da residência aquela sensação de área externa. Outra maneira legal é usar mudas de temperos, como pimenta, hortelã e manjericão para fazer uma horta como no ambiente de Érica Salguero, nele a horta aparece em posição de destaque trazendo um ar de aconchego à cozinha além de ser super útil no dia-a-dia.

 Horta em destaque por Érica Salgueiro, CasaCor 2017

 

     Substituir os quadros por um desenho feito a mão diretamente na parede nos permite dá um toque pessoal no ambiente e em proporções bem diferentes de uma tela. Se você não se sentir seguro para fazê-lo não hesite em chamar um artista da sua cidade, o efeito irá te surpreender.

Quarto infantil da SP Studio com arte de Adriana Marto, CasaCor 2017

 

     O lar costuma refletir o estilo de seu dono e por isso mesmo utilizar objetos reunidos ao longo da vida para ocupar posições de destaque na decoração é tão importante. Essa aposta é um convite a abrir os armários e desengavetar objetos de valor afetivo para deixar o seu canto com mais cara de seu. E foi justamente essa a ideia do escritório Yamagata Arquitetura que elaborou um armário repleto de portinhas onde cada nicho guarda recordações de uma viagem diferente, junto de guias turísticos do destino, muito pessoal e bastante fácil de fazer.

Casa Niwa projeto de Yamagata Arquitetura, CasaCor 2017

 

     Assim como essas o CasaCor São Paulo 2017 está repleto de novidades e criações incríveis, vale a pena conferir e se inspirar. Lembrando que a mostra vai até o dia 23 de julho e se não der par visita pessoalmente fique ligado na nossa próxima coluna onde iremos falar da nossa experiência e das nossas escolhas na mostra.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags